Pré-candidatura de Geraldo Alckmin e Márcio França ao governo de São Paulo, tem o apoio do Avante

Em conversa com Thiago Isola, o líder do Avante em São Paulo afirmou que o Avante 70 em Salto terá uma importância fundamental na vida política da cidade.

Pré-candidatura de Geraldo Alckmin e Márcio França ao governo de São Paulo, tem o apoio do Avante

O cenário político para as eleições de 2022 começa a tomar forma. O Avante 70, partido do deputado Campos Machado no estado e de Thiago Isola aqui em Salto, tem assumido um protagonismo fundamental nas costuras que envolvem a pré-candidatura de Geraldo Alckmin e Márcio França ao governo do estado, numa reedição da chapa vitoriosa de 2014. O escritório político do deputado Campos Machado tem sido uma espécie de QG para consolidar essas alianças. O líder do Avante já dá como certa a saída de Geraldo Alckmin do PSDB, nos próximos dias.

Entre as alianças propostas, está o PSD, de Gilberto Kassab, a legenda mais provável que Geraldo Alckmin irá se filiar, segundo o deputado Campos Machado. O que tem dado mais robustez a essas alianças que estão em construção é o expressivo crescimento que o Avante 70 tem conquistado neste ano de 2021.


"Há mais de um ano, estamos trabalhando para reconstruir uma via vitoriosa, que, ao longo do tempo, já mostrou sua competência, com quatro mandatos de Geraldo Alckmin, em um governo conduzido com muita serenidade e, acima de tudo, responsabilidade. É por isso que estou empenhado em uma chapa para reconstruir São Paulo com o que há de mais seguro, com Alckmin e Márcio França no governo, em 2022", afirmou Campos Machado em conversa com Thiago Isola.

Thiago começa a estruturar o Avante 70 aqui em Salto, visando não somente a eleição de 2022, mas sim a eleição de 2024, com um partido forte formado por pessoas comprometidas com a cidade.