Rabanada: um antigo clássico natalino presente em todo o mundo

O contexto de reaproveitamento do pão, ingrediente sagrado por representar o corpo de Cristo.

Rabanada: um antigo clássico natalino presente em todo o mundo

As festas de final de anos já estão aí e junto com elas temos a oportunidade de saborear iguarias típicas desta época do ano, dentre as quais destaca-se a rabanada, um quitute muito tradicional, feito com fatias grossas de pão mergulhadas no leite, passadas em ovos batidos, fritas em óleo e, ao final, polvilhadas com açúcar e canela. Assim como o panetone, a história da origem da rabanada é cercada por lendas. Apesar de sua origem sempre estar ligada a Portugal, é possível encontrar variações da rabanada, como o "Eggy bread" na Inglaterra, o "French toast" nos EUA, e o "Pain Perdu" na França. Mostrando que é muito mais provável uma forte influência francesa na origem da rabanada, do que uma influência portuguesa.


Mas o fato é que essa receita foi criada através da necessidade do reaproveitamento do pão amanhecido, que sempre foi considerado um ingrediente sagrado, por representar o corpo de cristo para os católicos. Os americanos acreditam que a rabanada seria uma receita espanhola da idade média, outros dizem que fritar pão não tem uma origem única, porque seria uma forma comum de melhorar o gosto do alimento. Nesse caso, a primeira referência, segundo o famoso dicionário de inglês Oxford, dataria de 1660.

O fato é que a rabanada chegou ao Brasil com os portugueses, que rapidamente ganhou popularidade e tomou conta do Natal dos brasileiros. Mesmo tendo perdido espaço para o panetone, a rabanada é feita em diversos estados, sendo o nordeste o maior consumidor. O nome "fatia de parida" vem de uma história que conta do auxílio que esse doce natalino dava na produção do leite materno durante a gravidez, e por isso era sempre oferecido para as grávidas. Mesmo sendo considerada extremamente calórica, a rabanada tem a adoração de muitas pessoas, o que não permite que ela caia no esquecimento e não é só apenas do Brasil que ela é preparada no Natal, em diversos países do mundo essa tradição já existe há muito tempo.

Agora que sabemos um pouco da história da rabanada, vamos à receita, cujo preparo é muito simples:

INGREDIENTES

500ml de leite integral; 1 lata de leite condensado; 3 pedaços de Canela em pau; quatro pedaços pequenos de casca de limão; 3 ovos; 1 pão fatiado em fatias grossas (de preferência, pão amanhecido), açúcar e canela a gosto, óleo para fritar e papel toalha


MODO DE PREPARO

Corte o pão amanhecido em 15 fatias de 1,5 centímetros de espessura. Num recipiente, coloque o leite integral, o leite condensado, os pedaços de casca de limão e a canela em pau e deixe ferver. Após isso, reserve e deixe esfriar. Em outro recipiente, bata bem os ovos com um pouco de leite e reserve. Numa frigideira esquente com óleo ao ponto de fritura. Mergulhe as fatias de pão no recipiente com leite, escorra e logo após no recipiente com os ovos batidos. Imediatamente coloque a fatia para fritar. Faça isso duas a duas fatias. Deixe fritar ao ponto de dourar e vire-a. Quando as fatias ficarem douradas de ambos os lados, retire-as e coloque-as acondicionadas numa travessa com o papel toalha. A função do papel toalha é retirar o excesso de óleo das fatias. Após a fritura de todas as fatias, passe-as na mistura de açúcar refinado misturado com canela em pó. Está pronto a sua Rabanada.