GCM é ferido durante atendimento de violência doméstica, e é socorrido ao HAOC e passa por cirurgia

Mais uma situação de violência doméstica não acabou bem no final da tarde de sábado (10) , no Jardim Morada do Sol em Indaiatuba (SP).

Foto: Reprodução internet

Foto: Reprodução internet

Mais uma situação de violência doméstica não acabou bem no final da tarde de sábado (10) , no Jardim Morada do Sol em Indaiatuba (SP). A Guarda Civil (153) foi acionada, e a vítima relatou aos guardas que o esposo saiu para beber e voltou agressivo, e começou a agredi-la fisicamente e verbalmente que iria matá-la. O companheiro muito alterado começou a quebrar os objetos na residência.

A equipe entrou na residência para conversar com o suspeito, e encontrou a TV toda destruída e diversos objetos espalhados pelo chão. O homem apresentava sangramento no rosto e no braço, ele alegou que saiu para beber e ao retornar para casa, houve um desentendimento com a esposa. Uma equipe do Grupo de Apoio Preventivo (GAP) 130 foi deslocado para auxiliar outra guarnição que estava no atendimento da ocorrência.

No momento em que os agentes saiam do imóvel com o acusado, o mesmo desferiu um soco na janela de vidro. Então um dos guardas tentou imobilizá-lo, quando houve a resistência e os dois caíram da escada. O guarda civil necessitou de socorro médico e foi levado a Emergência do Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC). Após uma avaliação médica necessitou de uma intervenção cirúrgica na região de um dos braços.

Houve a necessidade da utilização da Spark ( arma de choque não letal, capaz de paralisar a pessoa através de choque elétrico). O agressor foi encaminhado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Depois de receber atendimento hospitalar, os fatos foram apresentados a uma autoridade de plantão que determinou a prisão em flagrante do homem.

Com informações: Boletim de Ocorrência