Uma única empresa participa da licitação do transporte coletivo de Itu

O prazo de concessão previsto é de 15 anos e o critério de seleção será o de menor valor da tarifa, que neste ano foi reajustada de R$ 4 para R$ 5 reais.

Uma única empresa participa da licitação do transporte coletivo de Itu

Aconteceu na última quinta-feira (29), a sessão para abertura dos documentos relativos à proposta comercial apresentada pela licitante West Side Viagens e Turismo Ltda., única empresa a participar da licitação para a concessão do transporte público de Itu. A proposta da empresa, que faz parte do Grupo Belarmino, agora segue para análise da Secretaria Municipal de Segurança, Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana e Rural, a fim de verificar sua compatibilidade com as exigências do edital. Segundo informações da Prefeitura, apenas após esse procedimento será possível que tenham sequência as demais fases licitatórias (homologação e adjudicação) para se programar a assinatura do contrato e transição entre as prestadoras de referido serviço público.

A West Side Viagens e Turismo Ltda. é uma empresa de pransporte público sediada em Hortolândia e foi fundada em 1997 por Odair Capellini. Em 2012, foi comprada pelo Grupo Belarmino, que tem quase 20 empresas no setor. Segundo seu site, possui uma frota de 60 veículos e tem 154 colaboradores diretos. Desde o dia 1º de agosto de 2018, a empresa iniciou a operação do transporte urbano em Louveira, município da região de Campinas, com 49 mil habitantes. Nessa cidade, a West Side opera oito linhas e transporta, mensalmente, cerca de 35 mil passageiros. Desde o mês de maio, os moradores de Louveira, podem utilizar o transporte público gratuitamente nos finais de semana e feriados. Além disso, o valor da tarifa cobrada entre segunda e sexta-feira diminuiu de R$ 4,20 para R$ 2. Porém, para garantir a redução do valor da passagem, a Prefeitura de Louveira informou que prevê um investimento de cerca de R$ 50 mil por mês, totalizando uma despesa anual de cerca de R$ 460 mil em 2021 (a contar do mês de maio) e cerca de R$ 612 mil nos anos seguintes.

Vale aqui lembrar que, em Itu, não há nenhum tipo de subsídio municipal. A concessão do transporte público de Itu vence este ano e, desde março, o edital para a escolha da nova concessionária é discutido. O prazo de concessão previsto é de 15 anos e o critério de seleção será o de menor valor da tarifa, que neste ano foi reajustada de R$ 4 para R$ 5. Atualmente o transporte municipal ituano é atendido pela empresa Viação Itu, por meio de um contrato emergencial assinado com validade de 180 dias.