Você sabia? Dono da empresa RODAVAGA é morador de Salto

Usuários do sistema ainda esperam a devolução dos créditos adquiridos pelo aplicativo, que estão em poder da empresa, cujo total ultrapassa R$ 1 milhão de reais. Prefeitura silencia...

Você sabia? Dono da empresa RODAVAGA é morador de Salto

Diversas pessoas procuraram a reportagem do TERRATAVARES para reclamar dos créditos que estão com a empresa RODAVAGA, concessionária que cuidava do estacionamento rotativo em Salto e teve o contrato rescindido pelo prefeito Laerte Sonsin Jr., em abril deste ano. Apesar do número oficial ainda ser desconhecido, os mais de 20 mil usuários do aplicativo RODAVAGA, deixaram junto a empresa mais de 1 milhão de reais em créditos, conforme informações obtidas com fontes ligadas ao executivo. Apesar de divulgarem que a empresa é de fora da cidade, um fato que chama a atenção neste caso, é que o seu diretor, Elvandro Clóvis Gonçalves é morador de um condomínio de luxo de Salto e também exerce função de diretor em outra grande empresa da cidade.

O vereador Vinicius Saudino representou junto ao Ministério Público solicitando - de acordo com o documento enviado - a "apuração de eventual responsabilidade administrativa dos agentes políticos envolvidos na rescisão contratual, bem como apurar a extensão dos danos causados aos usuários do sistema de estacionamento rotativo que não tiveram seus créditos devolvidos".

Consultada, a RODAVAGA não se posiciona a respeito dessa devolução e a prefeitura por sua vez, também não irá fazê-lo, fazendo com que a questão então caminhe para o judiciário. As movimentações já começaram. A judicialização desse embrolho só acarretará ainda mais prejuízo aos contribuintes que - fielmente - acreditaram no sistema e na prefeitura. O que é de se lamentar...