Butantan detecta 19 variantes do novo coronavírus no estado de São Paulo

O Departamento Regional de Sa√ļde de Sorocaba identificou oito tipos de variantes na regi√£o.

Butantan detecta 19 variantes do novo coronavírus no estado de São Paulo

Nesta quarta-feira, 16, o Instituto Butantan lan√ßa o boletim epidemiológico da Rede de Alertas das Variantes, que ser√° atualizado semanalmente e ter√° como foco detectar as cepas em circula√ß√£o em S√£o Paulo. Os dados s√£o obtidos por meio do sequenciamento genômico de parte dos testes com resultado positivo realizados pelo Butantan e pelos laboratórios que integram a rede. Esse primeiro levantamento utilizou dados de janeiro até o dia 29 de maio (21¬™ semana epidemiológica) e apontou que a variante Gama corresponde a 89,9% dos casos avaliados. "Foram sequenciados 4.812 (0,58%) genomas completos de 834.114 (39,2%) casos positivos", informa o instituto.

O Departamento Regional de Sa√ļde (DRS) da Grande S√£o Paulo teve o maior n√ļmero de variantes identificadas, totalizando 13. Na sequ√™ncia, vieram a DRS Sorocaba e a DRS Campinas, com oito e sete variantes, respectivamente. Segundo o Butantan, o boletim vai permitir o acompanhamento da distribui√ß√£o e evolu√ß√£o temporal da incid√™ncia das variantes, testes realizados por regi√£o, amostras positivas e o porcentual de resultados positivos encaminhados para sequenciamento genômico. Ser√° poss√≠vel ainda ver as frequ√™ncias absolutas e relativas das linhagens do v√≠rus por Departamento Regional de Sa√ļde. Os parceiros da rede s√£o: Hemocentro de Ribeir√£o Preto/FMRP-USP, Mendelics, FZEA-USP/Pirassununga, Centro de Genômica Funcional (ESALQ-USP)/Piracicaba, Faculdade de Ci√™ncias Agrônomas UNESP/Botucatu e FAMERP S√£o José do Rio Preto.

O Butantan também lidera a Rede de Laboratórios para Diagnóstico do Coronav√≠rus SARS-CoV-2, que conta com 28 laboratórios p√ļblicos e um privado, que j√° realizaram quase 4 milh√Ķes de exames para detec√ß√£o da covid-19 desde o in√≠cio da pandemia. A rede tem como objetivo entregar, em um prazo de até 72 horas, os laudos a pacientes com suspeita de infec√ß√£o pelo v√≠rus.