Confira como está a vacinação contra a Covid-19 no Brasil

Confira como está a vacinação contra a Covid-19 no Brasil

O Brasil ultrapassou nesta quarta-feira, 2, a marca de 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 já distribuídas.A expectativa para o mês de junho, segundo o Ministério da Saúde, é distribuir outras 40 milhões de doses de imunizantes. Em maio, foram entregues a estados e municípios 33 milhões de doses das vacinas disponíveis no país. O Ministério da Saúde disse ainda que 600 milhões de doses de vacinas covid-19 já estão encomendadas e que a maior parte dos imunizantes deve chegar até o final do ano. O 1º lote de doses da Oxford/AstraZeneca foi importado. Em seguida, a Fiocruz passou a fazer o envase e a finalização do processo a partir do recebimento do IFA vindo do exterior (China). De acordo com a fundação, a estrutura de fabricação já recebeu certificado de boas práticas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A fase seguinte é o treinamento e a preparação do IFA a ser produzido no Brasil. O novo lote do Butantan é destinado para ajuste no esquema e/ou continuidade do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO): nesse caso, as Unidades Federativas poderão utilizar o quantitativo para segunda dose, para completar os esquemas vacinais ou para seguir com a vacinação de grupos prioritários, desde que façam a reserva para a segunda dose.

Estratégia de distribuição

A estratégia de distribuição de vacinas covid-19 é revisada semanalmente em reuniões tripartites (governos federal, estaduais e municipais), observando as confirmações do cronograma de entregas por parte dos laboratórios. O objetivo é garantir a cobertura do esquema vacinal no tempo recomendado de cada imunizante.

29,2% da população adulta vacinada com a 1ª dose

14,06% da população adulta vacinada com a 2ª dose

Estado - 1ª dose - 2ª dose

Mato Grosso do Sul - 40,5% - 17,6%
Rio Grande do Sul - 35,6% - 17,0%
Espírito Santo - 33,1% - 14,0%
São Paulo - 33,0% - 16,1%
Bahia - 31,4% - 13,9%
Minas Gerais - 29,8% - 14,4%
Paraíba - 29,8% - 11,8%
Alagoas - 29,7% - 13,7%
Paraná - 28,9% - 14,6%
Santa Catarina - 28,5% - 14,5%
Amazonas - 28,1% - 11,5%
Distrito Federal - 27,9% - 16,3%
Sergipe - 27,5% - 14,1%
Rio Grande do Norte - 27,4% - 12,2%
Goiás - 27,2% - 12,7%
Piauí - 25,8% - 10,9%
Maranhão - 25,5% - 12,8%
Pernambuco - 25,5%- 15,8%
Ceará - 25,1% - 11,9%
Mato Grosso - 24,4% - 11,1%
Pará - 24,2% - 11,3%
Rio de Janeiro 23,6% - 11,3%
Tocantins - 22,9% - 12,3%
Acre - 22,8% - 9,3%
Amapá - 21,7% - 10,1%
Roraima - 20,5% - 12,6%
Rondônia - 17,4% - 10,0%