O CAFEZINHO SOB O OLHAR DE UM DESEMPREGADO por Claudiney Bravo

O CAFEZINHO SOB O OLHAR DE UM DESEMPREGADO por Claudiney Bravo
Os meandros da constru√ß√£o de políticas públicas s√£o bastante complexos. Se, em sua elabora√ß√£o e na defini√ß√£o de prioridades e conteúdos, h√° muitas dificuldades, o processo de implementa√ß√£o envolve igualmente muitos conflitos. O desenho de tais políticas deve levar em conta as necessidades das popula√ß√Ķes que pretende atender, com aten√ß√£o à disponibilidade de recursos e restri√ß√Ķes de diversos tipos. Também a tradu√ß√£o de uma concep√ß√£o de política em a√ß√Ķes e pr√°ticas enfrenta problemas que podem desvirtuar sua proposi√ß√£o original ou, mesmo, inviabilizar sua exist√™ncia. H√° uma crescente √™nfase na gest√£o das políticas públicas municipais. O processo de descentraliza√ß√£o que vem ocorrendo ao longo das últimas décadas, no Brasil, leva a que este espa√ßo, antes diretamente atrelado às decis√Ķes de outros escal√Ķes da política, ganhe destaque, mais responsabilidades e alguma autonomia.

A descentraliza√ß√£o de posicionamentos ganha for√ßa com a idéia de que é preciso conferir mais poder àqueles que est√£o perto dos cidad√£os e de suas necessidades, mas, pode-se dizer a divulga√ß√£o feita sem nenhum controle colocou em evid√™ncia tanto as possibilidades e oportunidades existentes nesse novo empreendimento quanto os problemas, conflitos e obst√°culos que existem entre secretarias municipais.

A falta de comunica√ß√£o ocorrida na divulga√ß√£o da lista de oportunidades de um novo empreendimento na cidade, pela prefeitura, mostra claramente que n√£o h√° controle na divulga√ß√£o das informa√ß√Ķes. A entrega de currículos poderia ter sido eletronicamente. Sem desgastes, aglomera√ß√£o ou filas, como ocorreu. Sabemos que h√° alguns setores dentro da prefeitura que est√£o sobrecarregados de trabalho - inclui-se aqui o próprio prefeito e seu vice.

Na pr√°tica, esta cren√ßa fica evidente quando as dificuldades de implementa√ß√£o de uma simples a√ß√£o n√£o d√° certo. Cria-se ent√£o outro problema. H√° a necessidade do azeitamento da m√°quina pública por quem deveria faz√™-lo. A integra√ß√£o das diversas secretarias municipais, uma precoce an√°lise do que vai ser feito e o controle na divulga√ß√£o dessas a√ß√Ķes é o mínimo a ser feito para evitar equívocos como o acontecido nessa semana. Focalizar com nitidez o trabalho para melhor aproveitamento dos recursos e da efetividade da a√ß√£o pode ser uma alternativa às restri√ß√Ķes operacionais e or√ßament√°rias.

Uma Secretaria de Governo deve ter por finalidade paralela assistir ao Prefeito Municipal e seu vice, no desempenho de suas atribui√ß√Ķes administrativas. Só o simples e saboroso cafezinho mec√Ęnico degustado sob o ar condicionado, n√£o é mais solúvel. Para servir ao bem comum com qualidade, primeiro é necess√°rio deixar em casa a arrog√Ęncia e depois se comprometer com a causa.

A divulga√ß√£o totalmente equivocada de uma demanda pela prefeitura, sem uma an√°lise criteriosa e a consequente resposta da sociedade, permitindo aglomera√ß√£o, fila e desconforto ao cidad√£o desempregado, n√£o pode mais acontecer. Falar que isso estava descrito em um canto qualquer do site também n√£o é desculpa. Com base nessa informa√ß√£o equivocada, outros replicaram a divulga√ß√£o e deu no que deu...

Segue o enterro!
_______________________________

CLAUDINEY BRAVO é designer gr√°fico, fotógrafo, editor adjunto do TERRATAVARES e provocador político.