Governador de São Paulo quer transformar São Paulo numa referência nacional em sustentabilidade.

Como sustentabilidade representa equilíbrio na preservação do meio ambiente, é necessário que Tarcísio de Freitas conheça de perto o rio Tietê aqui em Salto.

Foto BY Gilberto Esquerdo

Foto BY Gilberto Esquerdo

Na última quinta-feira, 19, após uma série de reuniões, o governador fez um balanço de sua participação no Fórum Econômico Mundial, em Davos: "Foram 38 reuniões que nos mostraram que o mundo percebe a grandeza do Estado de São Paulo".


Para encerrar sua passagem pela Suíça, Tarcísio de Freitas se reuniu com o ambientalista e ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore. No encontro, o governador falou sobre sua vontade em tornar o estado de São Paulo referência nacional de Sustentabilidade.

"Vai ser possível estabelecer várias parcerias. Parcerias na área da sustentabilidade, por exemplo, com o reuso de água. Parcerias no campo da tecnologia, para o ensino profissional, para a gente abrir a porta do mercado de trabalho para os jovens mais carentes com emprego de qualidade. Parcerias no campo de estruturação de projetos, que com certeza vão atrair muitos investimentos. Esse investimento vai trazer empregos e transformação. A gente volta para São Paulo com boas idéias na bagagem e essas certamente vão virar ações e transformações", declarou Tarcísio.

Partindo do pressuposto que Sustentabilidade é a busca pelo equilíbrio entre o suprimento das necessidades humanas e preservação dos recursos naturais, não comprometendo as próximas gerações e; para que a fala do governador não seja apenas mais uma dentre as inúmeras falácias político-marqueteiras que já ouvimos, é necessário que, primeiramente Tarcísio de Freitas venha à Estância Turística de Salto e - se possível – convide e traga o Al Gore para ver - com seus próprios olhos - e conhecer a degradação ambiental que a poluição pelo Rio Tietê provoca no Turismo e Saúde da cidade e região.


Todo o lixo da região metropolitana de São Paulo que é jogado no rio Tietê segue para cidades do interior e aqui na Estância Turística de Salto, a situação se agrava muito. Além de estragar a beleza natural da cidade, a poluição causa inúmeros problemas de Saúde para a população e para os turistas.

Assim, a resolução de um problema começa pela aceitação de que o estado foi - até agora - incompetente para apresentar propostas que, ao menos, amenizem o problema. Só dessa forma, a promessa do governador Tarcísio de Freitas sobre Sustentabilidade deixaria de ser apenas mais uma falácia para começar - de fato - a se tornar realidade.