Curiosidades que você não sabia sobre o olfato dos gatos

Por tr√°s do focinho de gato, h√° muita pot√™ncia. Ele percebe o cheiro que uma pessoa nunca notaria, localiza presas distantes e descobre at√© informações sobre outros felinos, s√≥ de usar o √≥rgão vomeronasal.

Curiosidades que você não sabia sobre o olfato dos gatos

Ainda filhotes, os gatinhos j√° apresentam o olfato aguçado por uma questão de sobreviv√™ncia. Os beb√™s precisam desse sentido mais desenvolvido para encontrar a mama da mãe e se alimentar. Com tr√™s dias de vida, o filhote j√° identifica a sua mama preferida pelo cheiro. Desde que não haja nenhum irmão concorrente, cada beb√™ sempre mama nessa mesma tetinha da mamãe gata. A relação do pequeno com o cheirinho da fam√≠lia é tão intensa que, se ele precisar ser afastado da mãe e dos irmãos, é recomendado levar um objeto que tenha essa marca para ele se sentir confort√°vel na nova casa.

Vale lembrar que, quando um gato se esfrega ou "afofa" um objeto, deixa seu cheiro ali. Nisso, ele comunica aos outros gatos que aquele território é dele.

Como isso ocorre?

O outro gato passa, sente o odor e sabe que um felino esteve ali. Isso j√° mostra como o faro do gato é importante na vida dele, pois é a forma como ele se comunica com os outros felinos e com o mundo. Esse sentido também é muito potente. O olfato dos gatos é até 20 vezes mais potente que o do ser humano, por exemplo - incr√≠vel, não é?

O ar é inspirado pelas fossas nasais, passa pelo epitélio olfativo e chega até ao corneto, uma estrutura que umidifica e aquece esse ar, que entra nas células dessa região e é transformado em subst√Ęncias qu√≠micas. Essas subst√Ęncias transportam a informação ao cérebro, onde o cheiro é interpretado e armazenado como memória olfativa. Sendo assim, permanecem marcados no cérebro para posterior reconhecimento do mesmo odor. Essa região do cérebro se chama √°rea olfativa frontal. Nos gatos, ela pode atingir até ela pode atingir até 40 cm¬≤. No caminho, o cheiro passa pelo sistema l√≠mbico, região respons√°vel pelas emoções, por isso alguns odores despertam mais a atenção do bichano que outros.


Além disso, os gatos t√™m uma estrutura acessória ao olfato, conhecida como órgão vomeronasal, também chamado de órgão de Jacobson. Esse órgão também est√° presente nos humanos, no entanto, involui ainda no feto.Mesmo que voc√™ nunca tenha lido nada sobre o assunto, caso tenha um felino, provavelmente, j√° viu o pet usar o órgão vomeronasal. Sabe quando os gatos cheiram muito um objeto ou um local e, na sequ√™ncia, abrem a boca um pouco? Nesse momento, eles estão ousando o órgão vomeronasal.

O ato de abrir a boca para usar o órgão vomeronasal recebe o nome de reflexo de Flehmen. A abertura da boca permite que o "cheiro" chegue a esse órgão especializado, que identifica o que foi cheirado de forma mais espec√≠fica. Ele est√° localizado atr√°s dos dentes incisivos superiores.O órgão vomeronasal também ajuda o animal a identificar as marcas deixadas pelas gl√Ęndulas odor√≠feras de outros gatos, presentes nas patas, na cabeça, na bochecha, no queixo, na base da cauda e no rabo.

Cada lugar do corpo do gato deixa um cheiro caracter√≠stico daquela região. Então, sempre que o pet se esfrega pela casa ou até em voc√™, est√° deixando o cheiro dele, marcando o território e avisando para os outros gatos que ele est√° por ali. Agora que voc√™ j√° sabe o quão apurado é o olfato do gato, ficou mais f√°cil descobrir porque, ao colocar verm√≠fugo ou qualquer medicamento na comidinha, o pet não come o alimento, não é? Com os cães, isso funciona muito bem, mas, com os bichanos, é falha na certa.


O olfato dos gatos é apurado tanto para perceber a presença de uma presa ou de outro pet, quanto para notar que o tutor est√° tentando colocar algo a mais no "almoço" deles. Dessa forma, qualquer medicação ser√° percebida pelos bichinhos. Assim, é dif√≠cil "enganar" o felino para medic√°-lo colocando o remédio no meio do alimento. O melhor é inseri-lo diretamente na boca, para evitar que fique sem tomar a medicação prescrita pelo médico-veterin√°rio.

É importante saber quais odores afetam negativamente o olfato dos gatos para evit√°-los. São os cheiros do pinho, banana, lavanda, limão, canela, pimenta e caixa de areia suja! Portanto, lembre-se de limp√°-la com frequ√™ncia para o bigodudo não evit√°-la. Por falar em olfato dos gatos, os bichanos adoram o cheiro da erva-de-gato. Voc√™ a conhece?