Trem Republicado

Gestão TarcĂ­sio cobra dĂ­vida de R$ 113 mil reais de Eduardo Bolsonaro por não usar mĂĄscara na pandemia

A Secretaria da SaĂșde do estado de São Paulo aplicou as multas em 15 de dezembro de 2021.

Por Wellington Caposi em 07/01/2023 às 13:00:36

A Procuradoria-Geral do Estado de São Paulo (PGR-SP) recomendou, na Ășltima terça-feira, 3, a execução de duas dĂ­vidas em nome do deputado federal Eduardo Bolsonaro, num total de R$ 113 mil reais. As multas foram aplicadas porque Eduardo Bolsonaro não utilizou mĂĄscara em visitas aos municĂ­pios de Eldorado e Iporanga, no interior paulista, durante as restrições para cortar a disseminação da Covid-19.

A Secretaria de Estado da SaĂșde de São Paulo aplicou as multas em 15 de dezembro de 2021 e o processo transitou em julgado em janeiro do ano passado. Antes de ser eleito governador de São Paulo, TarcĂ­sio de Freitas também foi multado - em trĂȘs vezes - por ignorar o uso de mĂĄscara em eventos ao lado do ex-presidente Jair Bolsonaro. Ao contrĂĄrio de Eduardo, no entanto, ele quitou os débitos com o estado.

A Procuradoria-Geral de São Paulo é vinculada diretamente ao governador. O órgão tem entre as suas principais atribuições a representação judicial e extrajudicial do estado e de suas autarquias, inclusive as de regime especial, exceto as universidades pĂșblicas. A PGE-SP também tem sob seu guarda-chuva o controle da dĂ­vida ativa estadual, o combate à sonegação fiscal e a realização de procedimentos administrativos.

Comunicar erro
Fale conosco

ComentĂĄrios

TT003