Vinícola em São Roque resgata a tradição do vinho dos mortos

O ritual atrai turistas à Quinta do Olivardo que querem "reviver" a tradição portuguesa.

Vinícola em São Roque resgata a tradição do vinho dos mortos

Em São Roque, alegra-se os vivos com o vinho dos mortos. Uma tradição portuguesa do início do século 19 é resgatada todo terceiro sábado do mês na Quinta do Olivardo. O jantar do Vinho dos Mortos é recheado de cores e sabores onde se desfruta dos deliciosos pratos da gastronomia portuguesa ao som de fados. Durante o evento os participantes podem enterrar uma garrafa de vinho, preenchendo uma ficha informando o lote e a data em que a garrafa foi enterrada.

Após seis meses eles são avisados sobre a data do próximo jantar do vinho dos mortos e voltam para desenterrar a garrafa. Para deixar o ambiente no clima das casas do século 19, o local fica iluminado apenas com tochas e velas, onde os visitantes também podem desfrutar do serviço de restaurante e apreciar clássicos da música portuguesa com a interpretação ao vivo de uma fadista.

Vinho dos Mortos

A prática surgiu em Portugal no ano de 1807, quando o país foi invadido pelas tropas de Napoleão Bonaparte, levando os portugueses a enterrarem seus bens, incluindo garrafas de vinho. Posteriormente, com a saída dos soldados franceses, os lusitanos recuperaram suas propriedades e desenterraram os vinhos. Embora esperassem encontrar a bebida estragada, foram surpreendidos pelo sabor realçado. Surgiu daí a expressão "vinhos dos mortos".


"O vinho dos mortos que alegra os vivos", diz Olivardo Saqui, proprietário do restaurante que resgata essa parte da história.

Jantar do Vinho dos Mortos
Onde: Estrada do Vinho, km 4, com acesso pelo km 58,5 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270)
Quando: Todo terceiro sábado do mês
Horário: a partir das 20h
Reservas: (11) 4711.1100 ou (11) 97088.5401
Informações: www.quintadoolivardo.com.br