Governo de São Paulo mantém regras, mas prevê uma piora da pandemia

Comércio, serviços, agronegócio e indústria continuam sem restrições - o uso de máscara e a disponibilização de álcool em gel, porém, seguem obrigatórios.

Governo de São Paulo mantém regras, mas prevê uma piora da pandemia

Em coletiva realizada na última quarta-feira, 26, o governo de São Paulo não alterou as regras da quarentena vigentes no Estado para conter a Covid-19. Comércio, serviços, agronegócio e indústria continuam sem restrições - o uso de máscara e a disponibilização de álcool em gel, porém, seguem obrigatórios. Há ainda uma recomendação para os municípios, para que grandes eventos utilizem 70% da capacidade dos espaços.

"Continuamos monitorando diariamente a situação", disse Paulo Menezes, coordenador geral do Comitê Científico Covid-19. O especialista destacou a alta taxa de contágio da variante Ômicron, mas ressaltou a alta cobertura vacinal. "Hoje, nossa necessidade é de expansão rápida de leitos", acrescentou. Veja ao final do texto o vídeo com a fala completa de Paulo Menezes.

Assim, o governador João Doria (PSDB) e o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, anunciaram a abertura de 700 leitos hospitalares em todo o Estado. A medida reforça a previsão de aumento nas internações por covid-19.

"A expansão é fruto do mapeamento e análise técnica das capacidades estruturais de cada hospital, aliado ao monitoramento do cenário da covid-19 no território, visando salvar vidas e assegurar atendimento igualitário à população", informou o governo de São Paulo. "Neste momento, o foco da ampliação da rede estadual de Saúde está nos leitos de enfermaria já que, por conta dos elevados índices de vacinação aqui no Estado de SP, nós temos tido um agravamento menor da doença", disse João Doria.

De acordo como Governo de SP, serão abertos 266 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 434 de enfermaria em hospitais de gestão estadual, que receberão pacientes encaminhados por meio da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS).